A pornografia como uma expressão artística (e política) legítima

pornceptual_1

Quase 30% das buscas na internet são referentes à pornografia. No Google, a procura por conteúdos pornográficos passa à frente da previsão do tempo, por exemplo… Ou seja, é fato que o pornô permeia nossa sociedade, moldando nossa percepção cultural de intimidade – por mais que o fenômeno ainda é considerado um tabu.

E foi assim que examinando e desafiando os papeis de pornografia estabelecidos na sociedade, que surgiu o Tumblr Pornceptual; dedicado exclusivamente à fotografia pornográfica. Com o sucesso na rede, a página se transformou em uma galeria virtual e hoje é também uma revista impressa editada por Chris Phillips, Eric Phillips e Raquel Fedato.

Baseados entre Berlim e Londres, seus criadores se tornaram ainda empreendedores de um e-commerce fetichista e organizam festas, exibições cinematográficas e performes com viés erótico ao redor do mundo.

‘Existe uma certa relutância em reconhecer a pornografia como uma expressão artística legítima. A Pornceptual pretende quebrar esses conceitos e apresentar novas alternativas’, explica o trio.

Como colaboradores de suas edições vê-se nomes como Cocoapix e Erika Lust, trazendo visibilidade às sexualidades ‘fora dos padrões’ e corpos sem representatividade, como um catalisador de mudança positiva aos grupos marginalizados.

Em sua última edição, a publicação segue a temática ‘Pode a pornografia ser uma arma de justiça social?’ e traz artigos como ‘Foda-se o Fascismo’ e ‘Messy Brexit’.

‘A pornografia mainstrem geralmente explora a mulher e é produzida e consumida por homens heterossexuais. O foco é em uma representação particular do sexo através de narrativas patriarcais. Este imaginário erótico acaba por dominar nossas estruturas e promover a resistência às minorias e corpos reais em geral’, continuam os editores.

‘É hora de parar de enxergar a mulher como uma vítima sem poder de um poderoso falo e compreender que a pornografia feita pelas mulheres pode ser empoderadora e liberadora. Mulheres podem consumir e produzir pornô, colocando seu prazer em foco’.

Comentários

Comentários

Adele Grandis: Taurina com ascendente em touro - isso explica muita coisa!