Grindr é o aplicativo que mais deixa usuários descontentes

Grindr é o aplicativo que deixa as pessoas mais infelizes, segundo uma recente pesquisa realizada pela start up Time Well Spent. Realizado em parceria com o app Moment; que auxilia seus usuários a contabilizar e controlar o tempo gasto nas redes, o levantamento foi realizado com mais de 200 mil proprietários de iPhone.

Para a pesquisa, os entrevistados revelaram quais utilitários os deixam mais e menos insatisfeitos e o tempo que gastam diariamente com cada um deles. O software de pegação mais querido do mundo gay lidera na insatisfação, com 77% de seus utentes descontentes. Em seguida, no quesito desagrado, estão o jogo Candy Crush Saga (71%) e a rede social Facebook (64%).

Já os aplicativos de meditação e mindfullness são os que mais garantem a felicidade de seus utilizadores. Liderando o ranking está o programa Calm, que garante a felicidade de 99% de seus usuários – junto ao Google Calendar, Headspace e o Insight Timer. A segunda posição é ocupada por The Weather, MyFitnessPal e Audible (com 97% de satisfação), enquanto a terceira tem Audible, Waze, Amazon Music, Podcasts, Kindle e Evernote dividindo o posto (com 96% de contentamento).

O ranking relaciona o feedback dos usuários a cada sistema ao tempo que se gasta com eles. Por exemplo, quem utiliza o Facebook por 22 minutos diariamente considera positiva sua experiência com o programa, enquanto quem passa 59 minutos por dia na rede social a classifica como tediosa.

No caso do Grindr, o tempo médio que os usuários utilizam o suporte é de uma hora corrida. A sugestão do Time Well Spent para um melhor aproveitamento seria diluir seu uso em quatro acessos de 25 minutos ao longo do dia.

Porém, há outros fatores, independente do tempo, que tornam o uso do app desagradável aos ses utentes – como comportamentos rudes, machistas e misógenos dos próprios utilizadores.

Não raro que muitos de seus usuários tenham uma relação de amor e ódio com o sistema. É uma constante de instala e desinstala o aplicativo. Mas por quê? Simples, pela nossa necessidade de nos comunicarmos. Quem nunca voltou pra casa sozinhx pós-balada, depois de tomar umas poucas e boas e acabou abrindo o app na cama apenas para ver gente, conferir os matches e jogar conversa fora ou mesmo encontrar companhia para o momento de solidão que atire a primeira pedra.

Em momentos de maior ‘sanidade’ também recorremos aos softwares de encontro. Seja para encontrar alguém quando estamos só em um destino desconhecido ou com aquela vontade de dar umazinha do mesmo tamanho que a preguiça de sair à rua em busca de pretendentes…

act_grindr_app_descontente

Comentários

Comentários

Adele Grandis: Taurina com ascendente em touro - isso explica muita coisa!