Pela primeira vez em 55 anos, a CoverGirl tem um menino como representante

covergirljames14
A indústria de cosméticos, especialmente o de maquiagem, ainda tem sua publicidade voltada essencialmente ao público feminino. E é comum vermos celebridades estrelando campanhas de batom, rímel e sombra; uma forma de atrair e fidelizar consumidoras que se inspiram nas divas pop.

Inaugurada em 1961, a empresa americana CoverGirl, que já teve como representantes nomes como Katy Perry e Pink, aposta em uma nova estratégia de promoção. Em 55 anos, é a primeira vez que a companhia contrata um rosto masculino para protagonizar seus anúncios.

covergirljames15

O novo contratado da CoverGirl é James Charles, um estudante de 17 anos que mora com os pais e o irmão caçula em Nova Iorque. No tempo livre, o menino gosta de se dedicar à maquiagem e foi graças a ela que ganhou notoriedade na rede no decorrer do último ano.

Sua conta no Instagram tem mais de 870 mil seguidores e seu canal no YouTube tem cerca de 90 mil followers. Em ambos os canais, James publica dicas e tutoriais de seus makes e a cada publicação conquista novos admiradores.

covergirljames12

O fato de eu ser o primeiro menino a ser garoto-propaganda é tão legal. Isto mostra que esta indústria está se tornando genderless e é um grande avanço por oportunidades iguais a todos, independente de raça, sexualidade e gênero’, declarou James ao The New York Times.

O jovem acredita que sua colaboração possa influenciar positivamente a inserção de homens no mercado de maquiagens, bem como erradicar a associação antiquada de masculinidade tão enraizada na sociedade.

covergirljames13

Espero que outras pessoas vejam a campanha e pensem ‘Ah, este moleque de 17 anos que começou a fazer maquiagem agora é o novo rosto da CoverGirl’ e isso as inspire a serem elas mesmas e se sintam confortáveis em se expressarem como têm vontade’.

Para James, assim como ele, muitos outros meninos também gostam de se maquiar, mas acabam optando por não fazê-lo temendo as críticas. ‘Esta cada dia mais comum ver meninos maquiados. Acontece que na internet as pessoas se expõem sem filtros e muitas delas não toleram isso. Esses comentários negativos tendem a fazer com que os meninos não se exponham com medo de serem criticados. O bullying virtual é um problema sério’.

covergirljames1

Comentários

Comentários

Adele Grandis: Taurina com ascendente em touro - isso explica muita coisa!