Em SP, trans e travestis agora podem desembarcar fora do ponto de ônibus

Faltando pouco para passar adiante o cargo de prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT) apresenta nova medida que beneficia às minorias. Uma lei, sancionada em julho, que garante o desembarque de idosos e mulheres fora do ponto de ônibus agora se estende também aos travestis e transexuais.

O decreto, publicado na última semana no Diário Oficial da Cidade de São Paulo, garante o benefício durante o horário de operação noturna, a partir das 22 horas até às 5 horas do dia seguinte, em dias úteis, feriados e fins de semana.

d79c6abe76e6bb3ea56ae5a60e7b3739

Para usufruir da vantagem, é necessário avisar o motorista do transporte ao embarcar e acompanhantes também têm o mesmo direito ao desembarque.

Apresentado pelos vereadores Gilberto Natalini (PV) e Toninho Vespoli (PSOL), o projeto permite a parada em locais que obedeçam ao trajeto regular da linha e onde não seja proibida a parada de veículos – ou seja, em corredores exclusivos de ônibus à esquerda do viário, em viadutos, pontes e túneis o desembarque não é permitido.

Comentários

Comentários

Adele Grandis: Taurina com ascendente em touro - isso explica muita coisa!