Os melhores hinos LGBT de todos os tempos

hino gay
Uma vez que a comunidade LGBT é diversa e plural, seria impossível eleger uma única canção como hino representativo, não é mesmo? Considerando que junho é o mês internacional do orgulho gay, a edição americana da revista Billboard elencou os 50 hits mais expressivos de todos os tempos.

Tem desde clássicos dançantes de divas – ‘Over The Rainbow’, Judy Garland (1939); 14ª, ‘If I Could Turn Back Time’, Cher (1989); 17ª e ‘All The Lovers’, Kylie Minogue (2010); 34ª – como músicas dançantes que performamos em frente ao espelho – ‘Supermodel’, RuPaul (1993); 19ª, ‘Y.M.C.A’, Village People (1978); 20ª e ‘Dancing Queen’, ABBA (1976); 41ª – e canções com letras profundas sobre auto aceitação e rejeição social – ‘Freedom!’, George Michael (1990); 21ª, ‘I Want to Break Free’, Queen (1984); 39ª e ‘We R Who We R’, Kesha (2010); 50ª.

Cientes da impossibilidade de determinar o que torna uma música representativa à comunidade gay, os editores da publicação usaram como referência as canções mais tocadas nas boates LGBT, bem como aquelas que viraram trilha sonora para filmes e peças dessa temática.
Confira abaixo as dez primeiras colocadas do ranking:

1. ‘I’m Coming Out’, Diana Ross (1980)

2. ‘Born This Way’, Lady Gaga (2011)

3. ‘I Will Survive’, Gloria Gaynor (1978)

4. ‘True Colors’, Cyndi Lauper (1986)

5. ‘Beautiful’, Christina Aguilera (2002)

6. ‘Constant Craving’, k.d. lang (1992)

7. ‘Let’s Have a Kiki’, The Scissor Sisters (2012)

8. ‘Don’t Leave Me This Way’, Thelma Houston (1976)

9. ‘True Trans Soul Rebel’, Against Me! (2014)

10. ‘Vogue’, Madonna (1990)

Comentários

Comentários

Adele Grandis: Taurina com ascendente em touro - isso explica muita coisa!