Os melhores e piores países europeus para a comunidade LGBT

lgbt_europa

Infelizmente a homofobia é uma intolerância mundial. Não é apenas por aqui que sofremos por nossas preferências e identidades sexuais. Anualmente a ILGA, Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans e Intersex da União Europeia faz um levantamento com os melhores e piores países para vivência da comunidade LGBT.

Contrariando a crença popular, a igualdade LGBT está longe de ser uma realidade na Europa. O que vivenciamos, atualmente, é um grande contraste’, explica Evelyne Paradis, diretora executiva da ILGA.

Para realizar o ranking, 49 países europeus foram analisados, levando em consideração as práticas, leis e políticas de impacto à comunidade LGBT – documentado, inclusive, atos de violência.

No topo da lista está Malta, seguido pela Bélgica, Reino Unido, Dinamarca, Espanha, Portugal, Finlândia, Noruega, França e Croácia. Já Azerbaijão (49º) é o pior país para vivência LGBT, seguido pela Rússia (48º), Armênia (47º), Turquia (46º) e Mônaco (45º).

lgbt_europa2

Comentários

Comentários

Adele Grandis: Taurina com ascendente em touro - isso explica muita coisa!