A relação sadomasô de James Dean e Marlon Brando

dean_brando_1
Em 1973, Audrey Thomas publicou ‘Songs My Mother Taught Me’, a biografia autorizada de Marlon Brando. No livro, o ator nega o suposto affair com James Dean, declarando que jamais foram amigos, conheceram-se nos bastidores das gravações de ‘Vidas Amargas’ em 1954 e Dean tinha certa obsessão por ele.

No entanto, de acordo com uma recém-lançada biografia não autorizada de Dean; ‘James Dean: Tomorrow Never’, a história não procede. Segundo os autores, Danforth Prince e Darwin Porter, o primeiro encontro entre os atores se deu em 1949.

À época, Dean tinha apenas 18 anos e estudava no renomado Actors Studio, em Nova Iorque. Na ocasião, Brando – então com 25 anos – compareceu à escola para dar uma palestra sobre sua atuação em ‘Um Bonde Chamado Desejo’, sucesso na Broadway.

dean_brando_5
Após a conferência, Dean se apresentou a Brando e revelou ser seu ‘maior fã’. A partir daquela noite, que passaram juntos, deu-se início a uma série de sessões sadomasoquistas vivenciadas por ambos, nas quais Dean era o escravo sexual de Brando.

Extremamente submisso ao ídolo, Dean comentou com os amigos que Brando fazia o papel de ‘pai furioso’ e comandava todas as relações sexuais que tinham. De acordo com o compositor Alec Wilder, grande amigo de Dean, o que os dois tinham era uma relação doentia:

Eles eram, definitivamente, um casal. Obviamente fidelidade sexual não fazia parte do vocabulário deles. Por diversas vezes Dean passava horas na suíte onde eu morava no Algonquin Hotel me atualizando sobre o affair que viviam. Acredito que ele realmente foi apaixonado por Brando. Enquanto Brando, para mim, jamais o amou. Eu o encontrei apenas três vezes, todas com Dean. E, em minha opinião, Brando só amava a si próprio’.

dean_brando_3
A biografia, realizada com base em depoimentos de amigos e conhecidos de Dean, revela ainda que, em certa ocasião, Brando queimou todo o corpo do ator com cigarros e era comum que ele fizesse com que Dean o assistisse fazendo sexo com outras pessoas.

Completamente apaixonado por Brando, Dean se submetia a tais condições que deixavam sua cabeça e coração confusos. Para estar ao lado de Brando, Dean fazia qualquer coisa que ele mandasse. Uma vez que a recíproca nunca fora verdadeira, Dean vivia uma solidão terrível, que tentava combater se envolvendo em uma série de outros casos amorosos/sexuais.

dean_brando_2

Um desses amantes fora o publicitário Rogers Brackett, que também depôs para o livro: ‘Quando Brando saia para outros encontros, Dean o seguia até que ele voltasse para casa. Ele não ia embora até que Brando apagasse as luzes. E desejava que fosse ele a estar ali, em sua companhia. Certa manhã de inverno, Brando desceu de pijamas e o convidou para entrar, mas essas gentilezas eram exceções e não regras’.

Depoimentos anteriores de outros amigos e conhecidos de Dean completam sua complexa relação com Brando. Stella Adler, uma de suas professoras de atuação, disse que para encontrar Dean bastava procurar por Brando. Truman Capote era outro que acreditava no caso entre os dois. Para ele, no entanto, não havia amor envolvido, apenas sexo.

dean_brando_4

E se por um lado Dean sofria horrores por Brando, por outro ele também era o causador de sofrimentos de outras pessoas também – como Steve McQueen. A relação que tiveram era como a que Dean vivenciara com Brando, mas com papeis opostos. Com McQueen, era Dean quem comandava as coisas.

McQueen era tão obcecado por Dean que mimetizava até a forma como o ator lia seu jornal e tomava café. Ainda assim, tiveram bons momentos guiando suas motos sem camisa e passando horas jogando conversa fora pelas cafeterias de Greenwich Village.

dean_disney
Dentre os outros envolvimentos do astro, citados no livro estão: um thressome com ninguém menos que Walt Disney e George Cukor, diretor de ‘Minha Bela Dama’, além de um envolvimento de duas semanas com Marilyn Monroe – os dois passaram alguns dias trancafiados em uma casa de praia em Fire Island, região idílica do Leste de Nova Iorque.

Comentários

Comentários

Adele Grandis: Taurina com ascendente em touro - isso explica muita coisa!