Cineasta Lufe Stefen lança livro sobre os últimos 20 anos do Cinema Brasileiro LGBT

12606777_10208444098203670_649410819_n

O que o cinema LGBT representou nas últimas duas décadas? O livro de Lufe Stefen, “O CINEMA QUE OUSA DIZER SEU NOME” responde essa pergunta.  A obra será lançada no próximo sábado (23) no Espaço Parlapatões e percorrerá os momentos de ouro e as baixas da trajetória da sétima arte com foco em temáticas do universo LGBT.

 

O Cinema Que Ousa Dizer seu Nome

Lufe Steffen reúne 23 entrevistas com cinegrafistas e autores, que lançaram produções do gênero entre 1995 e 2015, no livro “O Cinema que Ousa Dizer seu Nome”

 

O livro, que sairá pela Editora Giostri,  é o segundo livro do paulistano Lufe Steffen (Seu primeiro lançamento foi em 2008 TRAGAM OS CAVALOS DANÇANTES,  obra reportagem sobre o clube A LÔCA!), que acredita que as abordagens sobre a comunidade LGBTQ transformaram-se nos últimos 20 anos. “Elas mudaram no sentido de passar de uma visão mais cômica, leve, descompromissada, muitas vezes escrachada e quase sempre divertida, para uma visão mais séria, com mais sensibilidade e densidade, problematizando as questões e aprofundando os temas” comenta Lufe ao Portal IGay.

O autor, que também é jornalista e cineasta, tem um grande currículo em produções LGBT, entre eles os documentários “A Volta da Pauliceia Desvairada” (2012), e “São Paulo em Hi-Fi” (2013). Se antes, principalmente em Hi-Fi, acompanha-se os primórdios da noite LGBTQ paulistana desde os anos 60, com o livro podemos ver o período mais atual.

Vocês podem também conferir o evento do Facebook.

Comentários

Comentários

Nexus Polaris é Pretor Hierofante da Armada, Cônsul de Atlantis para esta Dimensão nas horas vagas... Mas também produtor cultural e ativista que cursou Gestão em Políticas Públicas pela USP, responsável pela editoria Política.