Enfim um livro infantil que as crianças precisavam ler

livroinf_2
Kendrick Daye e Myles E. Johnson pegaram carona no Mês do Orgulho Gay, celebrado internacionalmente em junho, para tirar da gaveta um projeto idealizado há muito tempo: o livro infantil ‘Larger Fears’. Com alguns esboços em mãos, o duo recorreu ao financiamento coletivo no KickStarter e conseguiu fazer do sonho uma realidade. Atingiram a meta requerida e no dia 3 de agosto publicaram a obra – escrita por Myles e ilustrada por Kendrick.

Com 24 páginas e à venda por US$12.99 em seu site oficial, a publicação é uma narrativa das inseguranças do jovem Jeremiah Nebula quanto sua sexualidade, gênero e identidade racial. Eis um garotinho negro, que gosta de rosa e é encorajado pela mãe a assumir seus sonhos sem medo de ser quem se é e do que as outras pessoas possam pensar sobre isso.

Em um segmento literário monopolizado por heterossexuais e personagens caucasianas, ‘Larger Fears’ é um livro transgressor, que aborda a falta de identidade e a sensação de ‘não se encaixar’ que muitos jovens sentem por diversas razões.

livroinf_3

Contemporânea na temática, a publicação vai além da história de um jovem homossexual, apresentando alternativas de combater as famosas inseguranças pessoais dos adolescentes.

Gêneros, raças, polícias e sexualidade são temas recorrentes na obra, inspirada em situações vivenciadas pelos próprios autores em sua juventude. “Quando estava na escola, eu vivia metido em confusão por ser um sonhador. Se você cresce sentindo que não pertence a lugar algum, acaba vivendo em um mundo de fantasias”, declarou Kendrick em entrevista ao site NPR.

Além do livro, a dupla viaja visitando escolas e oferecendo workshops às crianças, como forma de acabar ou ao menos minimizar o bullying e permitir que elas tenham um lugar seguro para discutir seus próprios medos e insegurança; uma oportunidade de se expressarem também através da arte, uma vez que são convidadas pelos autores a colocarem no papel seus principais receios e angústias.

livroinf_1

Comentários

Comentários

Adele Grandis: Taurina com ascendente em touro - isso explica muita coisa!