Faith: finalmente uma heroína que nos representa

hq_0

Algumas personagens fofoletes, como Luluzinha e Mônica, fizeram parte de nossas infâncias, protagonizando gibis comercializados até hoje. Por mais que sejam autênticas e destemidas, em uma história ou outra, demonstram suas fragilidades e são vitimadas com ofensas referentes ao peso acima da média. Faz parte do bullying infantil que, infelizmente, toda e qualquer criança já sofreu na época do colégio (fosse pelo peso, altura, tamanho da orelha, dentes protuberantes e afins).

Mas algo inédito está prestes a acontecer no mundo dos quadrinhos, com uma nova integrante no time das super-heroínas que promete fazer a gente repensar e aprender muita coisa. Estamos nos referindo à ‘Faith’, produção da editora Valiant, que chegará ao mercado em janeiro de 2016.

hq_1
Assim como Mulher Maravilha, She-ra e afins, Faith luta contra os males em busca de um mundo melhor para vivermos. Só que diferente de suas ‘colegas de profissão’, apesar de inteligente, batalhadora e determinada, ela não tem um corpo voluptuoso e nem veste trajes sexualizados.

Faith é a primeira heroína plus size que realmente representa nossa sociedade com fidelidade. Uma mulher obesa, apaixonada por ficção científica, dona de uma vida sexual ativa e completamente confortável com seu corpo. Pois é, uma gorda que não é chacota e nem coitadinha!

hq_5
Durante o dia, ela trabalha como repórter e à noite se transforma em ‘Zephyr’ e sai às ruas como patrulheira do bem. Inspirada nos quadrinhos que lia na infância, assume essa identidade secreta e combate o mal de Los Angeles dotada de seus superpoderes – como voar e levantar objetos.

Sim, ela é gorda. Sim, ela pode voar. Sim, ela é uma super-heroína. Estamos lidando com uma quebra na estética dos quadrinhos através de uma simbologia referente ao corpo real e empoderamento verdadeiro das mulheres: nossos corpos são nossos, independente de seus formatos, e podemos fazer com eles o que bem entendermos!

hq_10
Até então, o mais perto que chegamos disso tinha sido com Big Bertha, do Avengers. Ali, porém, o enredo era outro: uma modelo super popular se transformava em obesa à prova de balas como autodefesa, mas precisava vomitar para retomar ao corpo original. Certa apologia à bulimia, não?

hq_3
Coisas do gênero não ocorrerão com Faith, amém! Inicialmente está prevista uma série de quatro livros dedicados à heroína, com tiragem limitada por publicação. No primeiro deles, sua missão envolve combater uma invasão de extraterrestres.

O time envolvido no projeto é de peso – sem trocadilhos infames, por favor – e conta com roteiros assinados por Jody Houser (Orphan Black) e ilustrações de Francis Portela (Green Lantern) e Marguerite Sauvage (DC Comics Bombshells).

hq_9
Quem é geek de verdade já conhece Faith Herbert. Em 2011, a personagem marcou presença em ‘Hairbinger’, outra publicação da Valiant – sobre um grupo de adolescentes dotado de super poderes, conhecido como Harbingers. Ali, Faith é uma jovem órfã que é descoberta pelo grupo e convidada a integrar o time.

Agora, em aventuras solo, poderá mostrar toda sua força, lutando com tanta intensidade quanto às heroínas tradicionais – só que muito mais pesada e bem humorada do que elas. Aguardamos ansiosos!

hq_8

Comentários

Comentários

Adele Grandis: Taurina com ascendente em touro - isso explica muita coisa!